Com mais de mil colaboradoras, Suzano incentiva a igualdade de gênero no mercado de trabalho em MS

158
visualizações

A Suzano, maior produtora mundial de celulose e referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir de árvores plantadas de eucalipto, alcançou o marco de 1.049 mulheres integrando seus quadros de colaboradores em Mato Grosso do Sul. Este crescimento vem ao encontro das ações da companhia para a promoção da igualdade de gênero e equidade de oportunidades no mercado de trabalho, por meio do desenvolvimento de programas de qualificação e processos seletivos que proporcionam oportunidades igualitárias e condições justas para que as mulheres possam assumir oportunidades em áreas historicamente masculinas.

Com essa cultura de inclusão e promoção da diversidade, a empresa registrou um aumento de 150% na quantidade de contratações de mulheres na unidade de Três Lagoas (MS), passando de 251 mulheres em 2019 para 626 mulheres no quadro atual de colaboradoras. Já em Ribas do Rio Pardo, onde está em construção a nova fábrica da companhia, são 423 mulheres contratadas para atuarem nas áreas industrial e florestal, número que deve crescer quando iniciadas as operações da unidade.

“A Suzano tem o compromisso de promover a diversidade em suas unidades. Está no DNA da empresa. Entendemos que a igualdade de oportunidades e de gênero no ambiente de trabalho é essencial para a construção de uma sociedade mais justa. E os resultados mostram que estamos no caminho certo. Em cinco anos, mais que dobramos o número de mulheres em Três Lagoas e, em Ribas do Rio Pardo, já contamos com um número expressivo de mulheres atuando. Com isso, podemos afirmar que temos mulheres em praticamente todas as nossas frentes de atuação”, destaca Angela Aparecida dos Santos, gerente executiva de Gente e Gestão da Suzano no Mato Grosso do Sul.

Com atuação em todas as frentes de trabalho, tanto nas atividades de silvicultura, colheita, transporte do eucalipto e na linha de produção de celulose, quanto na própria construção e montagem do maior empreendimento privado do país, a presença das mulheres na empresa contribui para um ambiente de trabalho mais igualitário e fortalecido.

Lugar de mulher é onde ela quer

Uma das profissionais que estão na linha de frente da operação florestal, é Ana Beatriz Soares, de 33 anos. Ela mudou-se recentemente para Três Lagoas com um filho de 7 anos para exercer papel de supervisão de colheita na Suzano. A colaboradora define sua atuação na empresa como marcante e gratificante, e enaltece o apoio recebido desde o início. “Todas as pessoas do time da colheita me receberam muito bem. Todo o apoio que recebi foi muito importante porque me impulsionou e também deu coragem. Cheguei com receio, mas fui me estabelecendo, ficando mais leve e confiante e consegui implementar meu trabalho sem problemas”, relata.


Engenheira florestal de formação, a supervisora de colheita declara que ser mulher em um cargo de liderança na Suzano é mais do que uma questão de representatividade. “É uma oportunidade de mostrar que as mulheres têm um papel fundamental a desempenhar em todos os setores da economia, incluindo aqueles tradicionalmente dominados por homens. Desde o começo, aprendi que o gênero não vai definir os resultados, mas eu fico feliz de estar em uma empresa em que o ambiente está preparado para aceitar essas mudanças que são moldadas dia a dia, e isso é muito importante para todas nós”.

Projeto Cerrado

Em Ribas do Rio Pardo, a companhia já contratou 423 mulheres para compor as atividades nas áreas industriais e florestal da nova fábrica em construção. Com relação à ocupação em cargos de supervisão, gerentes funcionais e acima, a nova unidade já conta com 15% dos cargos de liderança ocupados por mulheres. A empresa já formou 72 mulheres desde o início das obras e conta atualmente com 122 mulheres em turma de formação.  

Luciana Borges Nantes, de 45 anos, tem três filhos e trabalha desde os 13 anos. Recentemente, ela e colegas da equipe da qual faz parte, na área de preparo de cavacos, foram as primeiras mulheres a realizarem uma troca de facas de um picador de madeiras da história do setor de celulose. “Este é o maior picador do mundo. Ele contém 21 facas, cada uma pesando cerca de 15 quilos e tem 4 metros de diâmetro. Para nós, já era um motivo de orgulho ter participado da montagem da estrutura, mas fazer parte da primeira troca das facas foi ainda mais gratificante, porque mostra que estamos aqui para trabalhar de igual para igual. E essa barreira superada mostra que temos recebido todo o apoio necessário”, ressalta.

A operadora assistente da área de preparo de cavacos focou sua formação técnica em um momento de expansão da indústria em Mato Grosso do Sul. Com o início da construção da fábrica em Ribas do Rio Pardo, ela aproveitou a oportunidade para se especializar e foi uma das mulheres formadas pela Suzano na primeira turma de qualificação em parceria com o Senai. 

A consultora Industrial, Melissa Pimenta, de 43 anos, ressalta a capacidade de se adaptar a diferentes situações e cenários que as mulheres proporcionam no ambiente de trabalho. “Nós conseguimos transitar com muita competência entre a razão e a sensibilidade nas tomadas de decisões, contribuindo com excelentes resultados para as pessoas e para a organização. Com a diversidade e inclusão cada vez mais em evidência no mundo corporativo, eu acredito que para a Suzano a paridade de gêneros se tornou um ativo dentro da organização”, reforça.

Sobre a Suzano

A Suzano é a maior produtora mundial de celulose, uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, líder no segmento de papel higiênico no Brasil e referência no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras a partir de matéria-prima de fonte renovável. Nossos produtos e soluções estão presentes na vida de mais de 2 bilhões de pessoas, abastecem mais de 100 países e incluem celulose; papéis para imprimir e escrever; papéis para embalagens, copos e canudos; papéis sanitários e produtos absorventes; além de novos bioprodutos desenvolvidos para atender a demanda global. A inovação e a sustentabilidade orientam nosso propósito de “Renovar a vida a partir da árvore” e nosso trabalho no enfrentamento dos desafios da sociedade e do planeta. Com 100 anos de história, temos ações nas bolsas do Brasil (SUZB3) e dos Estados Unidos (SUZ). Saiba mais na página: www.suzano.com.br.

Assessoria de Comunicação

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui