Mais de 300 mil hectares de milho já foram colhidos no Estado

18
visualizações

Segundo informações do Projeto SIGA-MS, executado pela Aprosoja/MS, até o dia 28 de junho, a colheita do milho segunda safra 2023/2024, totalizou 15,3% da área total. A Região Sul está mais avançada, com uma média de 17,2% da área colhida. Na Região Norte, a média é de 16,3%, enquanto na Região Centro é de 8,6%. A área colhida até o momento, é de aproximadamente 339 mil hectares em todo o Estado.

“Ao avaliar o ciclo de plantio da 2ª safra de milho,a nossa equipe constatou que a porcentagem de área colhida na 2ª safra 2023/2024, encontra-se superior 13,3 pontos percentuais em relação à 2ª safra 2022/2023, para a data de 28 de junho”, avalia o coordenador técnico da Aprosoja/MS, Gabriel Balta.

A estimativa é que a safra atual seja 5,8% menor em relação ao ciclo passado, atingindo a área de 2,2 milhões de hectares. A produção é estimada em 11,4 milhões de toneladas, uma queda de 19,2%, e a produtividade é prevista em 86,3 sacas por hectare, uma retração de 14,2%.

Previsão do Tempo

A frente fria que passou por Mato Grosso do Sul causou queda significativa das temperaturas, além de uma melhora momentânea dos índices de umidade relativa do ar. Algumas regiões do Estado ainda registraram chuva fraca e chuviscos. Porém, a previsão para a semana indica continuidade do tempo seco, com sol e variação de nebulosidade devido a atuação de uma massa de ar frio e seco, impulsionada por um sistema de alta pressão atmosférica.

Entre os dias 1º e 11 de julho, há previsão de chuvas de até 10mm, principalmente nas regiões leste e sudeste do estado.

Especialistas em meteorologia estão prevendo a ocorrência de geada no Estado entre os dias 10 e 15 de julho. Diante dessa previsão, algumas áreas de Mato Grosso do Sul estão altamente suscetíveis a danos causados pela geada, podendo resultar em reduções significativas no potencial produtivo.

Dados Econômicos

O preço médio da saca de 60 Kg de soja, em MS, registrou valorização de 4,3% entre os dias 24/06 e 1º/7 e foi cotada ao valor médio nominal de R$126,7 no dia 1º de julho. Na Bolsa em Chicago/EUA houve desvalorização para todos os contratos entre os fechamentos do dia 24/06 a 01/07.

Já o preço da saca do milho, em MS, valorizou 0,2% entre os dias 24/06 e 01/07, e foi negociada ao valor médio de R$ 47,75, no dia 1º deste mês. As cotações do milho na bolsa de Chicago/EUA desvalorizaram em todos os contratos de milho no período de 24/06 a 29/06/2024Mais informações sobre o cenário das lavouras de soja e de milho, clima e mercado de grãos podem ser obtidas aqui .

Crislaine Oliveira (Assessoria de Comunicação Aprosoja/MS)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui