Startup de energia limpa chega ao MS e GO com o objetivo de beneficiar mais de 70 mil famílias

555
visualizações

Centro-Oeste, julho de 2024 – Consumidores de energia elétrica de Goiás e do Mato Grosso do Sul têm uma nova forma de acesso à energia renovável e, ainda, de obterem descontos na conta de luz. A novidade acontece em função da chegada da Nextron, marketplace de energia solar que atua com geração distribuída, que já captou mais de 40 milhões de reais em rodadas de investimento, a última sendo em março e tendo a Copel Ventures, braço de investimento da concessionária do Paraná, como um dos investidores.

De acordo com a Nextron, são 50 megawatts previstos de geração por 50 usinas solares instaladas em área de concessão da Energisa, no Mato Grosso do Sul. Em Goiás, a potência prevista para 2024 é ainda maior, com 80 usinas distribuídas 80 megawatts em território de concessão da Equatorial. 

No total, são cerca de R$700 milhões de investimento para a expansão do serviço de energia nos dois estados do Centro-Oeste. O valor inclui a operação, investimento em usinas, a geração de empregos e ações de marketing para a democratização da energia renovável.

A escolha dos estados para expansão considera o comprometimento que a fatura de energia elétrica gera às famílias e comércios locais. Isso porque, com as altas tarifas e temperaturas enfrentadas em grande parte do ano no Centro-Oeste, aparelhos como ar-condicionados e ventiladores geram encarecimento às faturas do serviço.

Outro fator tem relação com a ampla disponibilidade de terra rural plana para a construção de fazendas solares. Nos dois estados, cerca de 70 mil famílias devem ser beneficiadas com a atuação do marketplace.

“Nosso propósito é fazer com que o maior número de pessoas tenha acesso a energia limpa no Brasil e acreditamos que a Nextron pode ser uma catalisadora desse movimento. O lançamento dessas praças é um marco relevante para seguirmos crescendo e mostrando nossa proposta de valor. Em um ano estaremos servindo 10 vezes mais clientes”, afirma Ivo O. Pitanguy, CEO e fundador da Nextron.

Como funciona?

A Nextron conecta consumidores que desejam acesso à energia renovável a usinas de regiões próximas. Na prática, isso significa que os novos usuários não precisam investir dinheiro ou instalar nenhum tipo de equipamento próprio.

O serviço é feito por uma plano de assinatura, cujo objetivo é facilitar o acesso de pessoas que desejam consumir energia renovável.

“Em média as pessoas economizam o equivalente a 2 faturas cheias por ano através de benefícios mensais. Para as famílias isso já é relevante pensando na economia da rotina e como esse dinheiro pode ser destinado a outros investimentos, como lazer, estudos ou até mesmo reservas de emergência; já para negócios a gente ajuda a aumentar a margem de lucro com a redução de custos”, complementa, Pitanguy.

Como cadastrar?

Para aderir ao uso da energia solar, o interessado deve acessar o site oficial ou o aplicativo da Nextron, selecionar a distribuidora de energia da região em que vive e declarar o tipo de imóvel que irá receber a energia limpa. A startup solicita também um valor médio da conta de luz do cliente e acesso aos dados de cadastro junto à distribuidora para possibilitar a migração.

As contas que podem efetivar a adesão tem de estar em baixa tensão e ter fatura mínima a partir de R$200. O prazo para o início do funcionamento do serviço com o benefício varia de 60 a 90 dias e o desconto sobre o consumo de energia pode chegar a 20%.

Após a aprovação, o cliente consegue ter acesso em tempo real ao painel de controle da energia utilizada e, ainda, compreender de que forma está beneficiando o meio ambiente. Outro diferencial é que a Nextron também oferece a opção de pagamento com o cartão de crédito. 

Sobre a Nextron

Nextron funciona como um marketplace de energia solar distribuída que permite acesso à fonte renovável sem que os clientes empreguem investimento inicial e instalação de placas solares. A plataforma conecta usinas de médio porte ao consumidor final e proporciona um desconto de até 20% no valor do consumo de energia. Hoje, atua em 12 estados brasileiros e conta com investidores como Valor Capital, Vox Capital, Copel Ventures e Barn Investimentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui