Prefeitura de Três Lagoas implanta método que visa reduzir espera e filas nas Unidades de Saúde

57
visualizações

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), sempre busca realizar melhoria contínua da saúde pública, principalmente na Atenção Primária à Saúde (APS) que é a principal porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS), sendo vital para o acesso e qualidade do atendimento à população.

Desse modo, foi implantado nas Unidade de Saúde do Município o modelo denominado de Acesso Avançado que busca reduzir a demanda reprimida de atendimentos, diminuir o absenteísmo (faltas) e ampliar o acesso aos usuários do SUS.

A secretária de Saúde, Elaine Fúrio, destacou que o princípio fundamental é realizar o trabalho do dia no próprio dia, oferecendo aos pacientes a oportunidade de buscar cuidados primários de saúde no momento de sua necessidade ou escolha. “A APS é o alicerce do SUS, e estamos comprometidos em aprimorar constantemente esse pilar para oferecer uma assistência integral à nossa comunidade”, afirmou.

A diretora da Atenção Básica da Rede Municipal de Saúde, enfermeira Andreia Lima, explica a pasta entende que a Atenção Básica é a base da rede de atenção à saúde, e é nesse ponto que sempre foi buscado promover melhorias significativas.

“Um dos principais desafios enfrentados pela APS é a ampliação do acesso ao cuidado, especialmente considerando as longas filas, decorrente de demanda reprimida do agendamento eletivo para consulta médica, e a superlotação na Unidade de pronto atendimento (UPA), e é exatamente nesse sentido que o Acesso Avançado foi implantado”, explicou Andreia.

“Através do Acesso Avançado, conseguimos abordar condições crônicas, eventos agudos, demandas administrativas, medidas preventivas e coordenar o cuidado dos pacientes, tudo seguindo o mesmo método de agendamento, acolhimento e classificação de risco”, explica Elaine.

O QUE MUDA

Anteriormente, a maior parte dos atendimentos eram feitos por agendamento, ou seja, a pessoa ia até a unidade, verificava qual dia tem agenda disponível para seu atendimento. Agora, a agenda permanece aberta, porém com foco em permitir uma maior porcentagem de vagas disponíveis para o atendimento à demanda espontânea, ou seja, se houver vaga no dia, a pessoa já é atendida ou do contrário, é agendada para o dia mais próximo com agenda disponível.

“A iniciativa visa melhorar o processo de acolhimento da demanda espontânea, organizando o fluxo de atendimento, promovendo escuta qualificada e oferecendo acolhimento com classificação de risco de acordo com a gravidade. Nosso foco é a população e o seu bem-estar, com isso essa inovação no modelo de atendimento visa proporcionar uma experiência mais eficiente e acolhedora”, finalizou Elaine.

ENTENDA MELHOR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui