Conheça a história do Cão Joca, que morreu durante viagem de avião

165
visualizações

O cão, de quatro anos, da raça golden retriever, morreu no dia 22 deste mês, após passar mais de oito horas dentro do avião em razão de um erro na logística. O animal deveria ter sido levado do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para Sinop, no Mato Grosso, no mesmo voo do tutor.

Porém, em razão da falha, o cão foi mandado para Fortaleza. Ao ser levado novamente à Guarulhos para reencontrar o dono, Joca foi encontrado morto. No trajeto original ele deveria passar apenas duas horas e meia dentro da aeronave.

A Agência Nacional de Aviação Civil abriu investigação para avaliar o caso. O Ministério dos Portos e Aeroportos também solicitou explicações por parte da empresa. Além de Brasília, também estão previstos protestos no Aeroporto de Congonhas, Guarulhos, no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, no terminal Salgado Filho, em Porto Alegre e mais outros sete locais espalhados pelo país.

Após a morte do cão, a Gol informou que “foi surpreendida” com a situação e suspendeu o transporte de cães e gatos por 30 dias. “A companhia está oferecendo desde o primeiro momento todo o suporte necessário ao tutor e a sua família. A apuração dos detalhes do ocorrido está sendo conduzida com total prioridade pelo nosso time”, disse a empresa, em nota.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui